Irlanda extraditará distribuidor de pornografia infantil

Os advogados de Marques, que sofre a síndrome de Asperger, informaram que recorrerão da decisão da juíza Aileen Donnelly

Dublin – O Tribunal Superior de Dublin deu sinal verde à extradição aos Estados Unidos do irlandês Eric Eoin Marques, reclamado por criar supostamente uma das maiores redes de distribuição de pornografia infantil na internet, informaram nesta quinta-feira fontes judiciais.

Os advogados de Marques, que sofre a síndrome de Asperger, informaram que recorrerão da decisão da juíza Aileen Donnelly.

As autoridades norte-americanas reivindicam Marques, que tem também nacionalidade americana, por quatro delitos supostamente relacionados com um site cujo conteúdo foi qualificado de extremamente violento, que mostra torturas e abusos sexuais cometidos contra menores.

A solicitação de extradição indicava que o suspeito, de 30 anos, supostamente fez publicidade de pornografia infantil e a distribuiu, delitos que, segundo a defesa, foram supostamente cometidos na Irlanda e, em consequência disso, seu cliente deveria ser julgado neste país.

Em sua decisão, a magistrada afirmou que a extradição de Marques aos EUA com o propósito de responder perante sua Justiça por “estes supostos delitos” não “representa uma violação de seus direitos constitucionais”, outro dos argumentos colocados pela defesa.

Após ser detido em agosto de 2013 em Dublin, o FBI garantiu que Marques é o “maior distribuidor de pornografia infantil do planeta” e, caso fosse considerado culpado por quatro acusações nos EUA, poderia ser condenado a uma pena de até cem anos de prisão.

Segundo o FBI, Marques é o único administrador de um servidor de internet anônimo chamado “Freedom Hosting”, que aloja milhares de usuários e que facilita a publicação de pornografia infantil, acusação que ele nega.

No entanto, Marques tinha dito anteriormente que se declararia culpado na Irlanda das acusações relacionadas com a publicidade e distribuição de pornografia infantil e de conspirar para distribui-la e fazê-la.