Iraque e Afeganistão concentraram 35% de atentados

Países mais afetados pelos atos terroristas depois dos dois países foram Paquistão, Índia, Tailândia, Filipinas e Rússia, de acordo com o índice de terrorismo global

Iraque e Afeganistão representaram 35% dos 104.000 ataques classificados como “terroristas” no mundo entre 2002 e 2011, de acordo com um levantamento do Instituto para a Economia e a Paz publicado nesta quarta-feira.

Nesse período, os países mais afetados pelos atos terroristas depois dos dois países foram Paquistão, Índia, Tailândia, Filipinas e Rússia, de acordo com o índice de terrorismo global.

O número de vítimas do terrorismo aumentou até alcançar 10.000 mortes em 2007 em todo mundo, mas logo caiu para 7.500 em 2011.

Em 2011, quando as tropas americanas abandonaram o país, o Iraque registrou a maior quantidade de mortos em atentados, com 1.798 falecidos em 1.228 atentados, metade desses oriundos de Bagdá.

Cerca de 1.470 pessoas foram assassinadas este ano no Paquistão em 1.293 ataques, e 910 no Afeganistão em 364 atentados.