Irã recupera 30 corpos de ocupantes de avião que caiu

No local do acidente, a cerca de 4 mil metros de altura, estão 20 grupos de resgate especializados em montanha para recuperar os corpos e a caixa-preta

Teerã – As equipes de resgate encontraram os corpos de pelo menos 30 dos 66 passageiros e tripulantes que viajavam no avião que caiu no último domingo, em uma montanha do centro do Irã, onde nesta quarta-feira deve começar as operações de evacuação.

No local do acidente na Montanha Dena, a cerca de 4 mil metros de altura, estão 20 grupos de resgate especializados em montanha para recuperar os corpos e a caixa-preta do avião.

A operação, que ontem se concentrou em encontrar os corpos, prosseguirá hoje e os especialistas em resgate começarão também a descer a montanha, explicou à agência oficial “IRNA”, o diretor do Crescente Vermelho da província de Isfahan, Mohsen Momeni.

A escuridão e as más condições do tempo impediram que a evacuação tivesse início ontem à tarde, horas depois de terem localizado os destroços da aeronave após dois dias de busca.

A identificação das vítimas acontecerá na cidade de Yasuy, capital da província de Kohkiluyeh e Buyer Ahmad, segundo as autoridades locais.

O diretor-geral do departamento forense da província, Kamruz Amini, informou que 50 familiares das vítimas já deram mostras de DNA para ajudar na identificação.

O terreno ingrime do local do acidente do avião da Aseman vai a complicar a retirada dos corpos, que poderia se prolongar até a próximo sexta-feira.

Não é possível a aterrissagem dos helicópteros, nem a sua aproximação excessiva à região, por isso que muitas das operações estão sendo realizadas a pé.

O ATR-72 saiu do Aeroporto Internacional de Mehrabad, em Teerã, às 8h (hora local) do último domingo com destino à cidade de Yasuy, e desapareceu do radar cerca de 50 minutos depois. EFE