Irã não assinará acordo sem direito a enriquecer urânio

O Irã não aceitará nenhum acordo nuclear com as grandes potências que não contemple o direito de enriquecer urânio

Teerã – O Irã não aceitará nenhum acordo nuclear com as grandes potências que não contemple o direito de enriquecer urânio, afirmou nesta quinta-feira Abbas Araghchi, que lidera a equipe de negociação iraniana em Genebra.

O vice-ministro iraniano também advertiu que a “falta de confiança” é um obstáculo para alcançar um acordo nas negociações nucleares em Genebra com o grupo 5+1 (China, Estados Unidos, França, Reino Unido e Rússia, além da Alemanha).

“Nenhum acordo que não inclua o enriquecimento de urânio do início ao fim não será aceito”, escreveu Araghchi no Twitter, segundo a agência oficial IRNA, antes do reinício das negociações nesta quinta-feira.

“O princípio de enriquecimento não é negociável, mas podemos falar de volume, do nível e do local”, completou.

Também advertiu para a necessidade de “recuperar a confiança” na boa-fé das grandes potências.

“O principal obstáculo é a falta de confiança pelo que aconteceu na última reunião”, declarou Araghchi, em referência às mudanças introduzidas pelas grandes potências no rascunho de acordo no último dia da rodada anterior de negociações (7-9 de novembro).

“Até que confiança seja recuperada, não poderemos prosseguir com negociações construtivas”, completou Abbas Araghchi.

“Há divergências importantes. Há uma oportunidade de alcançar um acordo até sexta-feira, mas é algo difícil”, ressaltou o negociador, que pediu ao grupo 5+1 mostras de “flexibilidade boa vontade”.

*Atualizada às 09h22