Irã e Reino Unido decidem manter relações diretas

Irã e Reino Unido decidiram deixar de estar representados em Londres e Teerã, respectivamente, por um terceiro país e manter laços diretos

Teerã – Irã e Reino Unido decidiram deixar de estar representados em Londres e Teerã, respectivamente, por um terceiro país e manter laços diretos através dos encarregados de negócios não residentes nomeados no ano passado, mais um passo rumo à restauração das relações diplomáticas.

As embaixadas de Omã em Londres e da Suécia em Teerã deixarão em breve de abrigar um Escritório de Interesses para tratar os assuntos iranianos e britânicos, segundo fontes informadas em Londres e citadas pela agência nacional iraniana, “Irna”.

A partir de agora as relações entre ambos os países, em crise há dois anos, voltarão a ser diretas, no entanto através dos diplomatas não residentes e sem uma reabertura das delegações diplomáticas em ambas as capitais.

Irã e Reino Unido acertaram em novembro de 2013 restaurar passo a passo suas relações, rompidas desde que o Governo britânico fechou no final de 2011 sua embaixada em Teerã depois que foi atacada por um grupo de estudantes islâmicos.