Irã difunde imagens de dados decodificados obtidos por drone

O governo iraniano descobriu que o avião não tripulado americano RQ-170, capturado no final de 2011, fez vários voos sobre países vizinhos do Irã

Teerã – A Guarda Revolucionária, o corpo de elite do regime iraniano, difundiu imagens apresentadas como “dados decodificados” obtidos de um avião não tripulado (drone) americano RQ-170 capturado no final de 2011 quando sobrevoava o Irã, informaram nesta quinta-feira meios de comunicação locais.

As imagens, difundidas pela divisão aeroespacial da Guarda, teriam sido feitas durante sua aterrissagem em uma base americana de Kandahar (Afeganistão) e em outra base do Paquistão.

“Ao decodificar os dados extraídos do drone, descobrimos que o aparelho realizou inúmeros voos sobre países vizinhos do Irã”, declarou o general Amir Ali Hajizadeh, comandante da divisão aeroespacial da Guarda Revolucionária, citado pela agência Fars.

Em 4 de dezembro de 2011, Teerã anunciou ter conseguido que um RQ-170 Sentinel, um drone ultrassecreto de várias toneladas de peso, pousasse no deserto, pirateando em seguida seu sistema de funcionamento.

Por sua parte, os Estados Unidos explicaram que o aparelho sofreu um problema técnico e o presidente Barack Obama pediu, sem êxito, que o Irã devolvesse o aparelho.

A Força Internacional no Afeganistão explicou que o drone era utilizado para missões no oeste do país, mas, segundo a imprensa americana, se encontrava em uma missão de observações de instalações nucleares iranianas a pedido da Agência Central de Inteligência (CIA) dos Estados Unidos.

O RQ-170 Sentinel, construído pela empresa americana Lockheed-Martin, é um avião não-tripulado de observação de longo alcance e muita altura, cuja existência foi confirmada em 2010 pela Força Aérea dos Estados Unidos.

O Irã anunciou que começou a preparar cópias deste aparelho, do qual assegura ter descoberto segredos, para equipar suas próprias forças.

Em dezembro de 2012, o Irã afirmou que conseguiu fazer aterrissar outro drone de observação modelo ScanEagle, interceptado sobre as águas do Golfo Pérsico.