Investigado na China, presidente da Interpol renuncia ao cargo

Meng Honwei foi detido na China por uma suposta "violação da lei"

Paris, 7 out – A Interpol anunciou neste domingo a renúncia de seu presidente, o chinês Meng Honwei, após ele ser detido na China por uma suposta “violação da lei”.

“O Secretariado Geral da Interpol em Lyon (França) recebeu hoje a renúncia do senhor Meng Honwei como presidente da Interpol com efeito imediato”, disse a organização em comunicado divulgado no Twitter.

Veja também

Quem assumiu a presidência de forma interina foi o coreano Kim Jong Yang, até agora vice-presidente sênior no Comitê Executivo da Interpol. EFE