Investigação sobre sargento Bergdahl atrasa nos EUA

Bergdahl foi prisioneiro de guerra no Afeganistão por cinco anos e foi libertado mediante a troca por cinco líderes do Taleban

San Antonio – Uma investigação sobre o desaparecimento do sargento norte-americano Bowe Bergdahl irá se estender mais do que o previsto. O porta-voz do Exército norte-americano Wayne Hall disse por e-mail que um relatório final deverá demorar mais três semanas para ser concluído.

O major-general Kenneth R. Dahl tinha 60 dias a partir de 16 de junho para concluir o trabalho. O prazo era até ontem.

Hall disse que uma vez que Dahl apresentar seu relatório final, haverá uma outra revisão legal antes de o documento ser apresentado às lideranças do Exército.

Bergdahl foi prisioneiro de guerra no Afeganistão por cinco anos e foi libertado mediante a troca por cinco líderes do Taleban.

Esse processo de troca gerou críticas devido às denúncias de que Bergdahl era um desertor. Fonte: Associated Press.