Inundações já deixam 39 mortos em Hiroshima, no Japão

Número de vítimas fatais se mantém em 39 após fortes chuvas em Hiroshima, e outras 26 pessoas estão desaparecidas

Tóquio – As autoridades do Japão elevaram nesta quinta-feira para 26 o número de pessoas desaparecidas pelas fortes chuvas registradas nesta semana na cidade de Hiroshima, no oeste do país, enquanto o número de vítimas se mantém em 39.

As operações de resgate, iniciadas há dois dias, seguem intensas na região, afetada por históricas precipitações que causaram inundações e violentos deslizamentos de terra.

Durante a madrugada de terça para quarta-feira, na cidade de Hiroshima, caíram somente em três horas cerca de 200 milímetros de água, volume equivalente a todo mês de agosto nesta região montanhosa.

As autoridades receberam hoje 19 novas notificações de pessoas desaparecidas, o que eleva o número total para 26, informou a emissora estatal ‘NHK’.

Neste momento, um contingente de 2.500 agentes da Polícia, dos bombeiros e das Forças de Autodefesa (Exército) participa das operações de resgate, centradas principalmente na busca de pessoas arrastadas pelas cheias de rios e canais, deslizamentos de terra ou fluxos de lama.

Entre as 39 vítimas, há três crianças de 2, 3 e 11 anos, além de um dos bombeiros que participava dos trabalhos de resgate de uma delas. As chuvas também provocaram a destruição total de 46 casas e comprometeram outras 139.

Cerca de mil pessoas foram evacuadas e, por enquanto, se encontram em abrigos provisórios.