Inundações deixam 10.000 evacuados no nordeste da Argentina

A mais afetada é a cidade de Concordia, de 170.000 habitantes e localizada ao norte da província de Entre Ríos, na beira do rio Uruguai

Ao menos 10.000 pessoas foram evacuadas pelos transbordamentos de rios no nordeste da Argentina, a maioria na cidade de Concordia, que atravessa suas piores inundações em 50 anos, informaram autoridades nesta quinta-feira.

“Temos mais de 10.000 pessoas evacuadas e podemos chegar a 16.000 e até a 20.000 em toda a província, que está em emergência”, disse o governador de Entre Ríos, Gustavo Bordet, à rádio Vórterix.

Afirmou que a mais afetada é a cidade de Concordia, de 170.000 habitantes e localizada ao norte da província de Entre Ríos, na beira do rio Uruguai, limítrofe com o país homônimo.

“Esta é a pior inundação em 50 anos”, afirmou o prefeito de Concordia, Enrique Cresta.

Concordia está localizada a 18 km da represa hidroelétrica binacional de Salto Grande, “que atua como contenção, mas já está esgotando sua capacidade operacional”, advertiu o prefeito.

Cresta explicou que “choveu toda a noite. O rio está em 14 metros, pode chegar a 15 metros hoje e pode se aproximar dos 16 metros”, devido à grande entrada de água a partir do norte.