Insurgentes queimam caminhões e causam mortes no Afeganistão

Abdul Rauf Ahmadi explicou que os veículos, alguns deles caminhões-pipa, foram atacados durante a passagem pelo distrito de Bakwa, na província de Farah

Cabul- Dois guardas de segurança afegãos morreram nesta quinta-feira e 12 caminhões com mantimentos que seriam enviados para as forças da missão da Otan (Isaf) foram queimados em um ataque de insurgentes talibãs no oeste do Afeganistão, informou uma fonte policial.

Um porta-voz regional da polícia, Abdul Rauf Ahmadi, explicou que os veículos, alguns deles caminhões-pipa, foram atacados durante a passagem pelo distrito de Bakwa, na província de Farah.

A fonte disse que o comboio, que estava sendo escoltado por uma empresa de segurança privada, realizava a trajeto entre as cidades de Herat e Helmand.

De acordo com Ahmadi, a polícia e o Exército afegão foram ao lugar do ataque e enfretaram os insurgentes, que segundo o porta-voz sofreram um ”número” indeterminado de baixas.

Em entrevista à agência local ”AIP”, o porta-voz talibã Yousef Ahmadi elevou para dez o número de guardas de segurança mortos e a 15 o de veículos carbonizados durante a ofensiva.

A Isaf começou em julho de 2011 a se retirar progressivamente do Afeganistão e a transferir a responsabilidade pela segurança para as forças do país asiático.

Este processo deve ser concluído em 2014 e transcorre no meio de uma das fases mais sangrentas da guerra afegã, que já dura mais de uma década, desde a invasão dos Estados Unidos e a queda do regime talibã, em 2001.