Insurgentes atacam principal refinaria do Iraque

Segundo fonte policial, é provável que os insurgentes tomem o controle desse importante motor da economia iraquiana

Bagdá – Os insurgentes sunitas lançaram nesta quarta-feira um ataque com projéteis contra a refinaria de petróleo de Biji, na província de Saladino e a principal do Iraque, onde continuam os combates com as forças de segurança.

Uma fonte policial explicou para a Agência Efe que as forças governamentais conseguiram repelir o primeiro ataque, mas que, sem a chegada de reforços, é provável que os insurgentes tomem o controle desse importante motor da economia iraquiana.

A refinaria, situada a cerca de dez quilômetros da cidade de Biji, vinha sendo assediada pelos rebeldes há alguns dias, o que levou os estrangeiros que nela trabalhavam a se retirarem.

Os insurgentes, liderados pelo grupo extremista Estado Islâmico do Iraque e do Levante (Isis, sigla em inglês), atacaram o complexo de diferentes pontos e lançaram projéteis.

Um deles caiu em um dos depósitos de combustível, o que provocou um grande incêndio com densas colunas de fumaça.

Segundo a fonte policial, um número indeterminado de baixas ocorreu entre os insurgentes, mas sem precisar os números e as vítimas entre os rebeldes.

No último dia 10, os combatentes sunitas tomaram o controle de Mossul, a segunda maior cidade do país e capital da província de Ninawa, no norte. Com isso, os insurgentes começaram a estender sua ofensiva para as províncias de Saladino, Kirkuk e Diyala, em seu caminho rumo à capital.

Também invadiram a região de Biji, de onde foram expulsos um dia depois pelas forças de elite iraquianas em cooperação com clãs tribais, mas os enfrentamentos continuaram no local.

No último dia 13, pelo menos 30 pessoas morreram em bombardeios da aviação iraquiana, a maioria soldados capturados pelos insurgentes em uma mesquita de Biji.