Instrutor de homens-bomba explode turma por acidente

22 militantes de um grupo terrorista morreram após um acidente em um campo de treinamento no Iraque

São Paulo – No Iraque, um instrutor de homens-bomba morreu e matou 21 alunos quando explodiu, por acidente, o material que usava como demonstração.

Os terroristas eram do grupo sunita ISIS (Estado Islâmico do Iraque e Síria), que combatem grupos xiitas no Iraque e têm atividades na Síria.

Segundo o The New York Times, a aula sobre atentados suicidas ocorria em uma área rural na província de Samara. 

O jornal diz que ele explodiu, sem querer, um cinto com explosivos.

Já a BBC diz que, na verdade, um carro teria explodido ao lado do grupo, quando se preparavam para gravar um vídeo. 

Além dos 22 mortos, 15 pessoas ficaram feridas. Oito sobreviventes foram presos pelas autoridades iraquianas quando fugiam do local.

A polícia teria vasculhado o campo de treinamento após a explosão e encontrado outros sete carros-bomba.

O campo fica próximo à vila de al-Jalam, uma região fértil entre os rios Tigre e Eufrates.