Instalações governamentais dos EUA recebem pacotes suspeitos e acionam FBI

Pacotes continham dispositivos potencialmente destrutivos e foram enviados por um mesmo indivíduo de Seattle, segundo a polícia federal americana

Diversas instalações governamentais nos arredores de Washington, incluindo três quartéis das forças armadas, receberam diversos pacotes suspeitos, segundo informou nesta terça-feira o FBI (polícia federal americana).

Além dos quartéis de Fort McNair e da base naval de Anacostia-Bolling, ambos em Washington, também se viram afetados a sede da Agência Central de Inteligência (CIA), o quartel Fort Belvoir e o Centro para Guerra Naval de Superfície (NSWC, na sigla em inglês), estes três últimos no estado de Virgínia.

“A investigação do FBI concluiu que os pacotes continham dispositivos potencialmente destrutivos e aparentemente foram enviados por um mesmo indivíduo de Seattle”, afirmou a polícia federal, que conduz as investigações.

Além disso, o FBI anunciou que um suspeito já foi detido.

O indivíduo, identificado como Thanh Cong Phan, de 43 anos, “foi posto sob custódia pelo FBI de Seattle e pelo escritório do xerife do condado de Snohomish, após ser detido na sua residência em Everett (Washington)”, indicou a instituição através de um comunicado.

As autoridades advertiram, além disso, que é possível que o suspeito tenha enviado outros pacotes-bomba que podem não ter chegado ainda ao seu destino, razão pela qual está trabalhando em coordenação com o Serviço Postal para poder descartar esta possibilidade.

Apesar de quase não haver detalhes oficiais, sabe-se que pelo menos um destes pacotes, o recebido em Fort McNair, continha um pó negro – que poderia ser pólvora -, um fusível e um dispositivo GPS.

Por precaução, um dos edifícios desta instalação militar, situada no sul da cidade, teve que ser evacuado, segundo informou a emissora “ABC News”.

O envio destes pacotes coincide com um momento especialmente delicado, depois que o jovem Mark Anthony Conditt, de 23 anos, semeou terror durante as últimas semanas na cidade de Austin (Texas) após enviar pelo menos cinco pacotes-bomba que causaram a morte de duas pessoas.

Na quarta-feira passada, quando as autoridades se preparavam para prendê-lo, Conditt se matou detonando um dos seus próprios artefatos.