Indonésia: 92 pessoas são presas por roubos na região afetada por tsunami

Depois do tsunami que deixou mais de 1,4 mil motos, uma série de prisões aconteceram na província de Sulawesi

Jacarta – A polícia da Indonésia informou nesta quinta-feira, 4, que 92 pessoas foram presas por saquear bens em áreas devastadas pelo terremoto e tsunami que aconteceram na província de Sulawesi. O brigadeiro-general da Polícia Nacional, Dedi Prasetyo disse que a segurança será reforçada para garantir a lei e a ordem na cidade de Palu, principal região afetada pelo desastre.

As 92 pessoas presas foram presas com bens, incluindo pneus, telhas, equipamentos agrícolas e óleo de motor.

Segundo um canal local, os detidos eram de Palu e distritos próximos. Como o envio de ajuda demorou a chegar, os moradores começaram a invadir lojas para saquear suprimentos e comida.

Autoridades locais determinaram que a população deveria levar apenas comida, acrescentando que os donos das lojas seriam recompensados posteriormente.

O brigadeiro-general Prasetyo apontou que o presidente do país, Joko Widodo, havia encorajado os moradores a retomarem suas atividades econômicas, mas ressaltou que empresas não podem voltar a funcionar sem que haja segurança.