Índice de alimentos da FAO cai a mínima de 11 meses em outubro

Dados globais baixos refletem quedas acentuadas nos preços do açúcar de cereais e óleos

Milão – O índice de preços globais de alimentos da FAO atingiu a menor marca em 11 meses em outubro, refletindo quedas acentuadas nos preços do açúcar de cereais e óleos, informou a agência alimentar da ONU nesta quinta-feira.

O índice, que mede variações mensais de preços para uma cesta de cereais, oleaginosas, carne, lácteos e açúcar, caiu 4 por cento na comparação mês a mês e ficou na média de 216 pontos em outubro, disse em comunicado a Organização para a Alimentação e Agricultura (FAO).

O índice, que vem caindo desde junho, mês passado ficou 9 por cento abaixo do pico de 238 pontos, alcançado em fevereiro de 2011.

O Índice de Preços de Cereais da FAO, que inclui os preços dos alimentos de primeira necessidade como arroz, trigo e milho, caiu 5 por cento ante setembro, para uma média de 232 pontos em outubro, disse a agência.

O Índice de Preços de Açúcar da FAO ficou na média de 361 pontos em outubro, uma queda de 5 por cento em relação a setembro.

O Índice de Preços Óleos/Gorduras da FAO caiu 6 por cento, para 223 pontos, enquanto os índices de preços da carne e do leite também recuaram.