Índia se prepara para estragos com ciclone Phailin

O ciclone deve causar grandes apagões e interromper os serviços de comunicação, além de fechar estradas e ferrovias

Bhubaneshwar  – Fortes ventos e chuvas torrenciais atingem a costa leste da Índia neste sábado, à medida que o ciclone tropical Phailin se aproxima do país. Centenas de milhares de pessoas tiveram de deixar suas casas e procurar abrigo em locais mais elevados, especialmente no Estado de Orissa.

Segundo Surya Narayan Patro, da agência de gestão de desastres de Orissa, mais de 600 mil pessoas já deixaram suas casas. Meteorologistas alertam que o ciclone Phailin pode perder força nas próximas horas, mas mesmo assim os riscos são muito grandes. Imagens de satélite mostram que a tempestade cobre quase toda a Baía de Bengala.

“Uma tempestade desse tamanho não se dissipa rápido. A esta altura, nada pode detê-la”, comenta Ryan Maue, meteorologista da Weather Bell. Segundo ele, as ondas provocadas pelo Phailin podem atingir até 9 metros de altura, avançando sobre a terra e causando muitos estragos. De acordo com o Departamento Meteorológico da Índia, o Phailin é um ciclone “muito forte” e deve atingir os Estados de Orissa e Andhra Pradesh com ventos sustentados de até 220 km/h.

Em Bhubaneshwar, capital de Orissa, funcionários do governo e voluntários estão recolhendo centenas de toneladas de alimentos e água e distribuindo essas provisões para centros de abrigo. O ministro-chefe do Estado, Naveen Patnaik, pediu que as pessoas deixem suas casas ao serem orientadas pelas autoridades. “Eu peço a todos que não entrem em pânico, mas ajudem o governo. Todo mundo em todos os vilarejos e nas sedes do governo está em alerta”, afirmou.

O ciclone deve causar grandes apagões e interromper os serviços de comunicação, além de fechar estradas e ferrovias. Segundo a Força Aérea, quatro aviões de transporte e 18 helicópteros estão a postos para ajudar nas operações de resgate.

A Baía de Bengala já foi cenário de algumas das tempestades mais devastadoras da história. Em 1999, o ciclone Orissa, que teve uma força similar ao Phailin, matou quase 10 mil pessoas na região. Fonte: Associated Press.