Índia critica mapa em novo passaporte chinês

Passaportes chineses trazem um mapa mostrando partes do território indiano como se fossem da China

Nova Délhi – Nova Délhi respondeu neste sábado aos recentemente renovados passaportes chineses que trazem um mapa mostrando partes do território indiano como se fossem da China. O ministro de Relações Exteriores indiano, Salman Khurshid, disse ser inaceitável o fato de os mapas que constam no documento chinês apontarem o estado de Arunachal Pradesh e a região Himalaia de Aksai Chin como parte da China.

O governo indiano retaliou a situação ao começar a emitir vistos para os cidadãos chineses com um mapa que mostra os territórios na Índia. Os novos passaportes da China também aborreceram as Filipinas e o Vietnã porque também agregam territórios disputados no Mar do Sul da China.

A Índia afirma que a China controla 41.440 quilômetros quadrados do seu território em Aksai Chin, na Caxemira. Mas a China reivindica Arunachal Pradesh, que divide uma fronteira de 1.050 quilômetros com o Tibet.

Ambos os países travaram uma breve guerra em 1962. A disputa territorial não foi resolvida, apesar de 15 rodadas de negociações. Mas as relações melhoraram nos últimos anos e o comércio bilateral cresceu exponencialmente, para mais de US$ 75 bilhões no ano passado. No entanto, as transações comerciais continuam fortemente inclinadas a favor da China, que é agora o maior parceiro da Índia.