Incêndios florestais levam morte e ruína à Califórnia

Alimentadas pelos fortes ventos, as chamas avançam principalmente sobre as tradicionais regiões vinícolas do estado americano

São Paulo – Uma série de violentos incêndios florestais no norte da Califórnia levou a óbito ao menos 11 pessoas e destruiu mais de 1,5 mil construções. Cerca de 100 pessoas seguem internadas para tratamento de lesões relacionadas ao fogo, incluindo queimaduras, inalação de fumaça e falta de ar.

Alimentadas pelos fortes ventos e o clima quente e seco, as chamas avançam principalmente sobre as tradicionais regiões vinícolas do estado americano, como Napa, Sonoma e Mendocino, causando prejuízos à produção. Ao todo, 11 áreas estão em estado de emergência, obrigando mais de 20 mil pessoas a deixarem suas casas.

Casa é consumida por chamas violentas em 09.10.2017 no norte da Califórnia.

Casa é consumida por chamas violentas em 09.10.2017 no norte da Califórnia. (Justin Sullivan/Getty Images)

As chamas já destruíram mais de 40 mil hectares de terra até a manhã desta terça-feira, no que as autoridades consideram ser uma série de incêndios “sem precedentes”.

Incêndio no norte da Califórnia em 09.10.2017.

Vista aérea mostra destruição causada por incêndios no norte da Califórnia em 09.10.2017. (California Highway Patrol/Golden Gate Division/Reuters)

“Em geral temos vários incêndios acontecendo, mas a maioria desses começaram em torno do mesmo período de tempo, na mesma hora da noite – é sem precedentes”, disse Amy Head, porta-voz da Cal Fire, agência estatal responsável pela ações de combate a incêndios, ao The Guardian.

“Eu odeio usar essa palavra, porque ela tem sido usada demais ultimamente por causa da frequência de incêndios nos últimos anos, mas é verdade, tem havido muita destruição”.

Avião combate as chamas que atingem dezenas de vinícolas na Califórnia.

Avião combate as chamas que atingem dezenas de vinícolas na Califórnia. (Mike Blake/Reuters)

Os incêndios florestais são uma ameaça antiga e frequente para a Califórnia, e deverão aumentar à medida que as temperaturas globais sobem.

Longos períodos de calor fazem com que a vegetação se torne seca e inflamável, ficando mais vulnerável a raios, combustão espontânea ou incêndios deliberadamente provocados por pessoas.

Bombeiros combatem focos de incêndio em rodovia em Orange, Califórnia.

Bombeiros combatem focos de incêndio em rodovia em Orange, Califórnia. (Mike Blake/Reuters)