Incêndio em unidade de gás no México mata 26

O incêndio teve início pela manhã no Centro Receptor de Gás Condensado, situado no Km 19 da estrada entre Reynosa e Monterrey

Cidade do México – O incêndio na unidade de gás da Petróleos Mexicanos (Pemex) em Reynosa, no norte do México, matou 26 pessoas, informou a estatal mexicana no Twitter.

A princípio, a Pemex havia informado dez mortos. “Lamentavelmente, o número de trabalhadores mortos subiu para 26 no acidente desta manhã no estado de Tamaulipas”.

Segundo a estatal, “quatro mortos eram funcionários da Pemex e 22 trabalhavam para empresas terceirizadas”.

Pedro Benavides, diretor da Defesa Civil do estado de Tamaulipas, disse à imprensa que vários feridos foram levados aos hospitais de Reynosa.

O incêndio teve início pela manhã no Centro Receptor de Gás Condensado, situado no Km 19 da estrada entre Reynosa e Monterrey.

A unidade distribui o gás natural retirado da chamada Bacia de Burgos, uma zona que concentra boa parte da produção de gás no México.

Bombeiros da Pemex, do estado de Tamaulipas e do município de Reynosa conseguiram controlar as chamas cerca de duas horas após o início do incêndio, cuja causa está sendo investigada.

As chamas sobre a unidade atingiram uma altura de até 40 metros e eram visíveis da passagem de fronteira entre Reynosa e a cidade americana de Mc Allen, segundo a TV local.

O incêndio desta terça-feira foi o mais grave em instalações da Pemex desde a explosão de um oleoduto em 19 de dezembro de 2010, que deixou 29 mortos e 50 feridos na cidade de San Martín Texmelucan, no centro do país.