Imprensa dos EUA publicarão editoriais contra críticas de Trump

Resposta conjunta acontece uma semana depois de Trump insistir na ideia de que a imprensa é "o inimigo do povo americano"

Washington – Mais de 100 jornais dos Estados Unidos publicarão na quinta-feira editoriais contra os ataques à imprensa do presidente Donald Trump, que chegou a chamar os meios de comunicação de “inimigos do povo americano”.

Esta iniciativa, liderada pelo histórico jornal “The Boston Globe”, já reuniu mais de 100 jornais do país, incluindo grandes publicações como “The Houston Chronicle”, “Star Tribune”, “Miami Herald” e “Denver Post”, de acordo a informação de veículos de imprensa locais.

“Propomos publicar um editorial em 16 de agosto sobre os perigos do ataque da Administração à imprensa e pedir aos outros que se comprometam a publicar seus próprios editoriais na mesma data”, afirmou o Globe em carta enviada a centenas de publicações americanas.

A editora adjunta da página editorial do “The Boston Globe”, Marjorie Pritchard, afirmou à “CNN” que espera que a quantidade final de jornais participantes aumente “nos próximos dias”.

“A resposta foi arrasadora. Temos alguns jornais grandes, mas a maioria são de mercados menores, todos entusiasmados por resistir ao ataque de Trump ao jornalismo”, acrescentou Pritchard.

Esta resposta conjunta acontece uma semana depois de Trump insistir na ideia de que a imprensa é “o inimigo do povo americano”.

“Os veículos de imprensa falsos odeiam que diga que são os inimigos do povo só porque sabem que é VERDADE”, escreveu Trump em sua conta do Twitter.

“Causam grande divisão e desconfiança de propósito. Também podem causar guerra! São muito perigosos e doentes!”, acrescentou o líder americano.