Hungria inicia contrução de quarta cerca anti-imigrantes

As autoridades húngaras ainda não informaram oficialmente sobre a construção, por isso não se sabe a futura extensão da cerca

Budapeste – A Hungria deu início à instalação de outra cerca, desta vez na fronteira com a Eslovênia, para impedir a entrada de refugiados, conforme informou nesta quinta-feira a televisão pública “M1”.

As autoridades húngaras ainda não informaram oficialmente sobre a construção, por isso não se sabe a futura extensão da cerca, colocada até agora nas redondezas do cruzamento de fronteira da cidade de Tornyiszentmiklós, perto de uma tripla interseção entre Croácia, Eslovênia e Hungria.

A Hungria já levantou outras três cercas, uma já concluída ao longo de 175 quilômetros na fronteira com a Sérvia, e outras duas ainda em construção nos limites com Croácia e Romênia, motivos pelos quais foi duramente criticada pela União Europeia (UE).

Desde que o país fechou a fronteira com a Sérvia, em 15 de setembro, os milhares de refugiados que chegam à região diariamente decidiram seguir viagem rumo à Europa Ocidental por Eslovênia e Croácia.

A Eslovênia limita estritamente a passagem de refugiados, já a Croácia se viu transbordada pela chegada de 51 mil refugiados em pouco mais de uma semana e passou a reenviá-los para a Hungria, de onde passam a Áustria e Alemanha, o destino favorito da maioria.

A expectativa é que Budapeste feche sua fronteira com a Croácia nos próximos dias, segundo anunciou o governo hoje.