Hu Jintao: China ajudará EUA a criar empregos

Nos Estados Unidos, muitos legisladores acusam a China de manter sua moeda artificialmente baixa para inundar o mundo com exportações baratas

Chicago – O presidente Hu Jintao disse nesta sexta-feira que a China ajudará a criar empregos nos Estados Unidos, ao receber uma recepção calorosa em Chicago, no final de um giro oficial que terminou sem as tradicionais polêmicas.

Após um dia carregado de intensas discussões com legisladores em Washington, Hu tentou mostrar o lado mais humano do gigante asiático ao visitar Chicago, a terceira maior cidade dos Estados Unidos, onde se reuniu com executivos, estudantes e autoridades locais.

Em um depósito do subúrbio, Hu realizou uma visita a uma exposição que reúne mais de 30 empresas chinesas que operam na metrópole do centro do país e disse que elas “injetaram ar fresco na economia americana e criaram emprego”.

“O governo da China continuará incentivando nossas companhias a realizar investimentos aqui. Esperamos que o governo dos Estados Unidos nos ajude a oferecer um ambiente de boas-vindas às empresas chinesas”, disse Hu.

Nos Estados Unidos, muitos legisladores acusam a China de manter sua moeda artificialmente baixa para inundar o mundo com exportações baratas.

No início de sua visita, o governo do presidente dos Estados Unidos Barack Obama disse que a China assinou contratos que podem sustentar 235 mil empregos nos Estados Unidos, incluindo um de 19 bilhões de dólares para comprar 200 aviões da Boeing.