Hong Kong vive distúrbios em ruas ocupadas por ativistas

Manifestantes a favor da democracia e cidadãos que se opõem aos protestos protagonizaram pequenos enfrentamentos em Hong Kong

Hong Kong – Manifestantes a favor da democracia e cidadãos que se opõem aos protestos protagonizaram nesta sexta-feira em Hong Kong pequenos enfrentamentos em duas localidades da ilha.

Os distúrbios ocorreram na área comercial de Mong Konk e em Causeway bay, que costuma ser frequentada por turistas chineses do continente para realizar suas compras nesta época do ano.

Aparentemente, as disputas ocorreram quando cidadãos contrários à ocupação da rua começaram a desmontar as tendas e as barricadas dos jovens manifestantes.

Em Causeway Bay os distúrbios foram controlados rapidamente, mas Mong Kok o ambiente continua tenso.

Policiais estão no local para garantir a segurança. Um homem que tentou agredir os manifestantes foi preso.

Em Admiralty, epicentro do protesto, onde os manifestantes seguem bloqueando as sedes governamentais, os estudantes estão pessimistas perante a oportunidade de diálogo oferecida pelo governo ontem à noite.

Segundo depoimentos colhidos pela Agência Efe, o chefe do Executivo local, Leung Chun-ying, só tenta de ganhar “tempo”, por isso acham que agora é o momento de se organizar melhor e resistir.

Os protestos continuam hoje mais dispersos e com um menor número de ativistas. Manifestantes e o governo esperam detalhes de como será realizado o diálogo político que ambas as partes pactuaram nesta madrugada, quando o chefe do Executivo anunciou que não iria renunciar.