Homens assaltam loja da Cartier, mas polícia recupera joias

Dois homens assaltaram joalheria perto da Champs-Élysées e se entregaram à polícia depois de uma perseguição pelas ruas de Paris

Paris – Dois homens assaltaram na terça-feira uma joalheria Cartier perto de Champs-Élysées e se entregaram à polícia depois de uma perseguição pelas ruas de Paris e o rápido sequestro de um refém.

“Levaram todos os anéis e os relógios com diamantes”, declarou à AFP Bénédicte, de 34 anos, que estava na loja da famosa marca parisiense. Os produtos foram recuperados pela polícia depois que os assaltantes se entregaram, depois que libertaram o refém são e salvo.

Os dois homens invadiram na terça-feira à noite a joalheria na rua François 1er, em um bairro elegante, turístico e muito movimentado do VIII distrito.

De acordo com a mesma fonte, os dois homens estavam armados com um fuzil Kalashnikov e una pistola, mas se mostraram “pouco profissionais”. Eles obrigaram os três clientes e 10 funcionários a deitar no chão, depois pediram à gerente que abrisse as vitrines e começaram a pegar as joias, mas foram interrompidos pela chegada da polícia e tentaram fugir.

Mais de 100 policiais, apoiados por um helicóptero, iniciaram a perseguição.

“Um negociador conseguiu entrar rapidamente em contato com eles e aceitaram libertar o refém, antes da rendição”, afirmou o procurador de Paris, François Molins.