Homem que matou professor fazia doutorado em engenharia

Os disparos levaram ao fechamento do vasto câmpus urbano durante cerca de duas horas na quarta-feira

Los Angeles – A polícia de Los Angeles identificou nesta quinta-feira o atirador que matou um professor na Universidade da Califórnia de Los Angeles (Ucla, na sigla em inglês) antes de tirar a própria vida como Mainak Sarkar, aluno de engenharia da escola.

A porta-voz do Departamento de polícia de Los Angeles, Jane Kim, confirmou que o homem foi reconhecido como Sarkar, mas não quis dar mais detalhes. Sarkar era estudante de doutorado, noticiou o jornal Los Angeles Times, citando a polícia.

Os disparos levaram ao fechamento do vasto câmpus urbano durante cerca de duas horas na quarta-feira enquanto policiais confirmavam que Sarkar e sua vítima, o professor de engenharia William Klug, de 39 anos, eram as únicas pessoas envolvidas no incidente.

O escritório do médico legista de Los Angeles atestou que Klug morreu no ataque.

Autoridades da universidade disseram que as aulas iriam ser retomadas nesta quinta-feira e que haverá terapeutas à disposição de alunos, professores e funcionários.

 “Nossos corações estão condoídos esta noite enquanto a família de nosso câmpus chora as mortes súbitas e trágicas de duas pessoas em nosso campus hoje mais cedo”, disse o chanceler Gene Block em um comunicado.

 A polícia recuperou uma arma de fogo e o que pode ser um bilhete suicida na cena do crime, disse o chefe da polícia de Los Angeles, Charlie Beck.