Hollande e Merkel pedem respeito ao cessar-fogo na Ucrânia

O presidente da França, François Hollande, e a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, pediram que o cessar-fogo estipulado entre a Kiev e Moscou seja respeitado

Paris – O presidente da França, François Hollande, e a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, pediram nesta sexta-feira que o cessar-fogo estipulado entre a Kiev e Moscou seja respeitado e pediram que o presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, organize uma reunião entre as partes até amanhã.

Em entrevista telefônica a três lados, Hollande e Merkel ressaltaram a importância de se “obter um cessar-fogo duradouro” e de se “organizar uma reunião do grupo de contato antes de 5 de julho”.

“Paralelamente, os contatos diretos entre Ucrânia e Rússia poderiam ser úteis”, acrescentou a presidência francesa em um comunicado.

O presidente francês e a chanceler alemã renovaram seu apoio ao acordo de Berlim, estipulado na terça-feira entre os ministros das Relações Exteriores da Alemanha, França, Rússia e Ucrânia, quando Moscou e Kiev se comprometeram a trabalhar juntos para conseguir um novo cessar-fogo, respeitado por ambas partes e sob a supervisão da OSCE (Organização para a Segurança e Cooperação na Europa).

Além disso, a Rússia assumiu o compromisso de “contribuir” para controlar a fronteira com a Ucrânia se for estabelecido e verificado um fim das hostilidades.

“A França e a Alemanha velarão para facilitar sua boa aplicação, junto com a OSCE”, acrescentou a nota divulgada pelo Palácio do Eliseu, que também se ressalta “a importância da libertação de todos os reféns”.