Holanda encontra documentos sobre suposto atentado suicida

Documento foi encontrado na casa de um homem de 33 anos suspeito de tentar viajar à Síria para se juntar ao Estado Islâmico

Haia – Um arquivo de texto sobre um atentado suicida e planos de mecanismos de ignição foram encontrados na Holanda, na casa de um homem de 33 anos suspeito de tentar viajar à Síria para se juntar ao Estado Islâmico (EI), anunciou nesta quarta-feira a Promotoria holandesa.

“Eles são suspeitos de planejar apoio à luta armada da organização terrorista do EI”, escreveu a Promotoria em um comunicado sobre o homem e outro suspeito, de 31 anos.

A Promotoria havia anunciado no final de agosto a detenção de dois homens e suas esposas, após informações fornecidas pelo serviço secreto holandês.

Os dois casais, cujos passaportes foram confiscados, desejavam viajar à Síria com seus filhos, com idades entre oito meses a nove anos, de acordo com as autoridades holandesas.

As duas mulheres e o homem de 31 anos foram libertados condicionalmente em 5 de setembro, enquanto o outro deixou a prisão no dia 11. A Promotoria recorreu contra a liberdade condicional dos dois homens, que residem em Huizen, no centro da Holanda.

Os documentos apreendidos nas casas dos suspeitos incluíam “imagens, documentos, material de propaganda e mensagens”.

“Descobrimos na casa do suspeito de 33 anos a descrição de explosivos, explicações sobre uso de armas, projetos de detonadores e um arquivo de texto sobre um atentado suicida”, acrescentou a fonte.

Cada vez mais ocidentais viajam para a Síria ou o Iraque para lutar ao lado do EI ou de outros grupos extremistas, o que preocupa as autoridades, que temem ataques terroristas na Europa após o retorno desses combatentes.