Havaí volta a registrar erupção explosiva de vulcão

Autoridades dos Estados Unidos já tinham elevado nível de alerta desde quarta-feira (16)

Washington – O vulcão Kilauea voltou a apresentar nesta quinta-feira uma erupção explosiva, depois de ter entrado em erupção no dia 3 de maio, segundo informou o Observatório de Vulcões do Havaí.

O órgão alertou sobre a “erupção explosiva” nesta madrugada, às 5h30 (12h30 em Brasília), e disse esperar que a coluna de cinza resultante cubra os arredores, por isso aconselhou os habitantes da região a buscarem refúgio.

De acordo com um comunicado do Serviço Meteorológico Nacional dos Estados Unidos, a queda de cinza deve terminar seis horas depois da erupção. As medições por radar do Serviço Meteorológico estimam que a coluna de cinza possa chegar a mais de 9.000 metros de altura.

O Serviço Geológico dos EUA já elevou a alerta vermelho na quarta-feira o nível de advertência perante a erupção do Kilauea, que na última semana provocou a evacuação de milhares de moradores dos arredores.

Mais de 1.700 pessoas tiveram que ser evacuadas desde que o vulcão entrou em erupção e cerca de 40 estruturas, dezenas de casas e automóveis foram destruídos.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, declarou na sexta-feira passada a situação como “grande desastre”, depois de vários dias de atividade vulcânica.