Guiné tem primeira eleição local desde o fim do regime militar

Cerca de seis milhões de eleitores guineanos estão convocados a escolher conselheiros comunais nas 342 circunscrições eleitorais do país

Joanesburgo, 4 fev (EFE).- A República da Guiné realiza neste domingo suas primeiras eleições locais desde 2005, quando o país ainda encontrava-se sob o regime militar, informou a imprensa local.

Cerca de seis milhões de eleitores guineanos estão convocados a escolher conselheiros comunais nas 342 circunscrições eleitorais do país.

As eleições se desenvolvem sem incidentes, além de atrasos em alguns distritos ou falta de material eleitoral, segundo o portal “Guinée News”.

As eleições locais guineanas estavam sendo adiadas há anos por diferentes motivos, entre eles o recente surto do ébola, a instabilidade política e a falta de recursos.

Antiga colônia francesa, a Guiné esteve sob regime militar até 2010, quando aconteceram as primeiras eleições democráticas, com a vitória do ainda presidente do país, Alpha Condé, reeleito depois em 2015.

As eleições de 2010 puseram fim a dois anos de transição após mais de cinco décadas de poder autoritário.