Guarda Costeira grega resgatou mais de 100 mil em agosto

As intervenções também detiveram 53 pessoas por suspeita de envolvimento em redes de tráfico humano e 271 embarcações foram apreendidas

Atenas – A Guarda Costeira da Grécia revelou nesta quinta-feira que conseguiu resgatar 107.843 refugiados em 887 operações durante todo o mês de agosto.

As intervenções também detiveram 53 pessoas por suspeita de envolvimento em redes de tráfico humano e 271 embarcações foram apreendidas.

Grande parte das atuações aconteceu nas regiões das ilhas de Lesbos, Quios, Samos, Leros e Kos, que, por conta da proximidade com a Turquia, são as que registram o maior fluxo de refugiados.

Para fazer frente à complicada situação vivida nas ilhas, o governo grego começou a fretar navios que diariamente transferem milhares de refugiados até o porto de Pireo, em Atenas. De lá, a grande maioria segue a viagem rumo ao centro e ao norte da Europa.

Hoje, a capital grega já recebeu 1.742 refugiados vindos de Mitilene, a capital de Lesbos. A maior parte das pessoas que chega à Grécia é da Síria e está fugindo da guerra civil que o país vive há quatro anos.

Segundo dados do Ministério de Marinha Mercante, em todo o ano de 2014 a Guarda Costeira grega recuperou 30 mil pessoas.