Grupo de Lima pede suspensão de eleição presidencial da Venezuela

Conjunto que reúne 14 nações das Américas alegou que não estão dadas as condições para eleições livres no país liderado por Nicolás Maduro

Cidade do México – O Grupo de Lima, formado por mais de uma dezena de países das Américas, afirmou nesta segunda-feira que não estão dadas as condições para eleições livres na Venezuela, e pediu que o governo venezuelano suspenda o pleito de domingo, no qual o presidente Nicolás Maduro buscará a reeleição.

O grupo é formado por Argentina, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Guatemala, Guiana, Honduras, México, Panamá, Paraguai, Peru e Santa Lúcia.