Grupo cristão decapita integrante do EI na Síria

Soldados da força Sutoro capturaram um miliciano estrangeiro do EI nas imediações do povoado de Tel Tamr e lhe cortaram a cabeça

Beirute – Membros de uma milícia rebelde cristã decapitaram um combatente do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) na província de Al Hasaka, no nordeste da Síria, informou nesta sexta-feira o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A ONG, que citou ativistas na região, explicou que soldados da força Sutoro, conhecida como a “Polícia assíria” (um grupo étnico de credo cristão), capturaram um miliciano estrangeiro do EI nas imediações do povoado de Tel Tamr e lhe cortaram a cabeça ontem.

Nos últimos dias, as forças assírias, em cooperação com as Unidades de Proteção do Povo – milícias curdo-sírias -, arrebataram dos jihadistas amplas partes do norte da província de Al Hasaka.

Segundo o Observatório, os soldados curdos e seus aliados recuperaram cerca de 230 povoados e fazendas em Al Hasaka, em uma ofensiva na qual morreram 260 seguidores do EI.

Graças às últimas vitórias, os adversários dos radicais retomaram 4.000 quilômetros quadrados de Al Hasaka, segundo os dados da ONG, embora esse número tenha sido rebaixada esta semana por uma fonte rebelde cristã para 1.100 quilômetros quadrados.