Greves perturbam o fim de ano em Portugal

Várias greves afetam o fim de ano em Portugal, com paralisações em setores como o transporte aéreo, a limpeza das ruas de Lisboa e os serviços de ônibus

Lisboa – Várias greves afetam o fim de ano em Portugal, com paralisações em setores como o transporte aéreo, a limpeza das ruas de Lisboa e os serviços de ônibus na capital, em um momento no qual o governo aplica um rígido programa de reformas.

O lixo estava acumulado nas ruas de Lisboa, apesar da operação padrão e dos planos de emergência adotados pelos administradores de alguns bairros da cidade.

A greve começou em 23 de dezembro e prosseguirá até 5 de janeiro. Os trabalhadores do setor de limpeza protestam contra a transferência do serviço para as prefeituras dos bairros e temem uma privatização.

Nos aeroportos de Lisboa, Porto e Madeira os funcionários de terra também estão em greve – assim como em 24 de dezembro – para protestar contra a reorganização da jornada de trabalho.

Uma paralisação do serviço de ônibus urbanos de Lisboa e do sul da capital está prevista para a tarde de terça-feira e a quarta-feira para denunciar os cortes de salário dos funcionários incluídos no orçamento de 2014.

Portugal registrou durante todo o ano greves e protestos contra os cortes e as medidas de austeridade impostas pelo governo em troca de um plano de resgate internacional de 78 bilhões de euros.