Greve de setor de alfândega é suspensa no Reino Unido

Paralisação prevista para quinta-feira, véspera da abertura das Olimpíadas, foi cancelada depois de acordo entre governo e sindicalistas

Londres – Uma greve do setor de alfândega do Reino Unido prevista para quinta-feira, véspera da inauguração dos Jogos Olímpicos de Londres, foi desconvocada nesta quarta-feira pelo sindicato da categoria devido aos avanços nas negociações com o Governo.

O secretário-geral do sindicato de Serviços Públicos e Comerciais (PCS, na sigla em inglês), Mark Serwotka, disse em entrevista coletiva que o Governo se comprometeu a criar 800 novos empregos na Agência de Alfândegas e 300 no setor de controle de passaportes, o que permitia suspender a greve.

O Governo apresentou ontem um recurso na Justiça britânica para desautorizar a greve de 24 horas da categoria.

No entanto, antes do recurso ser analisado, o CPS, que reúne 250 mil funcionários públicos, anunciou avanços nas conversas com o Executivo e a suspensão da greve.

A greve dos trabalhadores do Ministério do Interior iria afetar o aeroporto de Heathrow, o de maior movimento da Europa e um dos pontos do sistema de transporte do Reino Unido que despertou maior preocupação devido a eventuais colapsos durante a chegada em massa de pessoas durante os Jogos Olímpicos.

Nos últimos dias, várias categorias do setor do transporte protagonizaram greves em protesto por suas condições trabalhistas, entre eles os motoristas de ônibus, que conseguiram um abono no salário por trabalhar durante os Jogos Olímpicos.