As imagens dos protestos gregos contra acordo anticalote

Manifestantes foram às ruas contra o acordo assinado entre o governo grego, FMI, UE e BCE. Políticos de direita se mostram contra os termos do plano de austeridade

São Paulo – Manifestantes fizeram uma mobilização de 48 horas na capital grega, Atenas, contra o acordo assinado entre o governo grego e FMI, UE e BCE. As mobilizações foram marcadas por confrontos entre os policiais e ativistas, além de pichações em diversos prédios. O Banco Central grego foi uma das instituições atacadas na cidade.

De acordo com os dados oferecidos pelo principal sindicato do país, o GSEE, todos os estivadores, trabalhadores dos navios de transporte e operários das refinarias não foram trabalhar hoje, na Grécia. Entre os pontos mais duros do acordo entre os políticos e os bancos está a redução entre 22% e 32% do salário mínimo.

Em coletiva com a imprensa, George Karatzaferis, chefe do partido de direita LAOS, disse que não poderia votar a favor de um acordo de resgate de 130 bilhões de euros. "O que nos foi imposto é uma humilhação e não tolerarei isso", afirmou o político. Além dele, um ministro e dois vice-ministros do governo grego, todos ligados ao LAOS, renunciaram nesta sexta-feira por não concordarem com o acordo.

Clique nas imagens e veja a onda de protestos na Grécia hoje.