Greta Thunberg convoca novos protestos após ataques de negacionistas

A jovem ativista de 16 anos discursou na cúpula do clima da ONU e denunciou países que não estão combatendo as mudanças climáticas, entre eles o Brasil

São Paulo — Depois de virar alvo de mentiras e chacota nas redes sociais, a jovem ativista sueca Greta Thunberg convocou para esta sexta-feira 27 novos protestos em defesa do meio ambiente. Na segunda-feira, a menina de 16 anos fez um discurso inflamado na cúpula do clima da Organização das Nações Unidas, acusando grandes potências de ignorarem a gravidade dos problemas climáticos. 

Durante a conferência, Greta e mais 15 jovens de diferentes partes do mundo apresentaram uma denúncia contra cinco nações, incluindo o Brasil. O documento alega que Alemanha, França, Brasil, Argentina e Turquia estão violando os direitos humanos dos jovens proponentes ao não adotarem medidas adequadas contra as mudanças climáticas.

Segundo a rede de notícias CNN, que teve acesso ao teor da petição, a queixa cita estes países por já terem reconhecido a jurisdição do Acordo de Paris e por constarem entre os maiores emissores de gases causadores do efeito estufa. “A mensagem que queremos passar é a de que estamos cheios”, disse Greta durante coletiva de imprensa na qual a ação foi anunciada.

A apresentação da denúncia foi realizada logo depois de a ativista realizar um poderoso discurso durante a Cúpula do Clima que acontece em Nova York, nos Estados Unidos, na sede da ONU. “Você vem até nós, os jovens, em busca de esperança. Como ousam? ”, criticou Greta. “Pessoas estão sofrendo, pessoas estão morrendo, ecossistemas inteiros estão entrando em colapso. Vocês roubaram meus sonhos e minha infância”, acusou. 

Após o discurso inflamado, políticos e personalidades públicas passaram a descreditar a fala da ativista. Em tom de deboche, o presidente dos Estados Unidos Donald Trump escreveu no Twitter que Grata parece “uma garota jovem e feliz que espera um futuro brilhante e maravilhoso”.

Por aqui, o indicado ao cargo de embaixador do Brasil nos Estados Unidos, deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), publicou uma foto manipulada da ativista na mesma rede social. Na imagem, Greta aparece tomando um farto café da manhã dentro de um trem enquanto crianças passam fome no lado de fora da janela. A foto era mentira, claro. Mas os negacionistas do clima já mostraram há tempos que não se importam com fatos.