Grécia resgata 376 refugiados no Egeu no último final de semana

Cerca de 13 mil refugiados continuam nas ilhas do Egeu em acampamentos com capacidade de alojamento para apenas 8 mil pessoas

Atenas- A Guarda Costeira da Grécia resgatou 376 refugiados procedentes da Turquia em nove operações diferentes no mar Egeu durante o último fim de semana, anunciou nesta segunda-feira o governo grego.

Trata-se do primeiro fim de semana com um número significativo de chegadas no litoral grego, após um período de um mês e meio durante o qual não houve grande movimentação.

Cerca de 13 mil refugiados permanecem nas ilhas do Egeu, esperando que seus pedidos de asilo sejam resolvidos, aglomerados em acampamentos e centros de amparo com capacidade de alojamento para apenas 8.500 pessoas.

Devido aos protestos de dezenas de organizações humanitárias sobre a lentidão da resolução das reivindicações de proteção internacional e as terríveis condições de vida dos refugiados nas ilhas, o governo acelerou o deslocamento de pessoas para a parte continental do país nos últimos dois meses.

O governo afirma que o acordo entre a União Europeia (UE) e a Turquia para a gestão da crise de refugiados, iniciado em 20 de março de 2016, estipula que todo aquele que chegue à Grécia pelo mar procedente da Turquia deve ficar nas ilhas até que seja analisado seu pedido de asilo.

Segundo fontes do Serviço de Asilo, apenas 17% das pessoas que chegaram à Grécia desde junho de 2017 não têm perfil de refugiado.

Após a conclusão do programa de realocação de refugiados em outros países da UE no início do ano passado, permanecem na Grécia cerca de 40 mil requerentes de asilo.