Grécia: líder da oposição pede eleições imediatas

A declaração foi dada antes da decisão do Parlamento da Grécia de conceder um voto de confiança a Papandreou

Atenas – O líder do partido grego de oposição Nova Democracia, Antonis Samaras, pediu eleições imediatas na Grécia, dizendo que o primeiro-ministro, George Papandreou, rejeitou a proposta dele por um governo de coalizão. “As máscaras caíram, o Pasok rejeitou plenamente as propostas da Nova Democracia. A única solução são eleições imediatas.” A declaração foi dada antes da decisão do Parlamento da Grécia de conceder um voto de confiança a Papandreou.

Autoridades do partido Socialista disseram que Papandreou estuda propor ao ministro das Finanças, Evangelos Venizelos, que lidere um governo de coalizão – uma medida que Samaras rejeita fortemente. Os dois partidos mantiveram discussões sobre um governo de coalização nos últimos dois dias. Papandreou disse que ele vai começar negociações com todos os partidos de oposição neste sábado sobre a formação de um governo de coalizão. As informações são da Dow Jones.