Grécia abandona oficialmente projeto de referendo

O ministro das Finanças também disse aos seus colegas da UE que o voto de confiança do governo grego nesta sexta-feira no Parlamento está mantido

Atenas – A Grécia abandonou oficialmente seu projeto de convocar um referendo sobre o resgate acordado pela Eurozona, anunciou nesta sexta-feira o ministro grego das Finanças, Evangelos Venizelos, aos seus colegas europeus.

Venizelos indicou em um comunicado que informou ao comissário europeu de Assuntos Econômicos e Monetários, Olli Rehn, ao ministro alemão das Finanças, Wolfgang Schäuble, e ao chefe do Eurogrupo, Jean-Claude Juncker, “a decisão da Grécia de não realizar um referendo”.

Venizelos também disse aos seus colegas da UE que o voto de confiança do governo grego nesta sexta-feira no Parlamento está mantido, e tem por objetivo formar um governo de unidade nacional.

“Queremos obter o maior consenso possível… com a formação de um governo neste sentido”, afirmou.

Até agora, a Grécia não havia anunciado oficialmente a anulação de seu plano de referendo. O primeiro-ministro Georges Papandreou afirmava apenas que estava pronto para desistir da ideia do referendo se a oposição apoiasse o novo plano europeu de resgate para a Grécia.

Não está claro se Papandreou irá renunciar, mas ele afirmou a legisladores na noite de quinta-feira que não está preso a sua posição, ressaltando que estava mais interessado em “salvar o país”.

O anúncio chegou antes da realização de um voto de confiança no Parlamento, que pode provocar um colapso no governo e afundar a Grécia e a Eurozona em turbulências ainda maiores.