Grande agitação no hotel em que se hospeda a imprensa estrangeira em Trípoli

Tiros foram ouvidos próximo do local onde a imprensa internacional está cobrindo a guerra da Líbia

Trípoli – O Hotel Rixos, que hospeda os jornalista estrangeiros e representantes do regime em Trípoli, vivia neste domingo uma grande agitação depois do lançamento, pelos rebeldes, do ataque à capital líbia.

Tiros esporádicos eram ouvidos nas proximidades do hotel, assim como explosões mais à distância.

Parte da equipe do hotel, como seu diretor, de nacionalidade suíça, deixou o estabelecimento. Ele assegurou que recebeu ligações de pessoas ameaçando tomar o hotel que abriga oficiais líbios.

Alguns representantes do regime que se encontram no hotel não puderam ser contatados. Alguns guardas armados continuam no local.

Os jornalistas estão separando lençóis brancos nos quais escrevem a palavra imprensa para indicar o motivo de sua presença no hotel, e pretendem colocar as faixas improvisadas nos balcões da ala que ocupam.

Também receberam um passe da Organização Internacional para as Migrações (OIM) visando a uma eventual evacuação pelo mar. Uma equipe da OIM que se encontra no hotel pediu uma lista com os nomes dos jornalistas presentes.

Várias estradas da capital foram fechadas pelos rebeldes, e ninguém se aventura a sair por ora.