Governo sírio acusa grupos de dificultar ajuda em Homs

O ministro de Relações Exteriores sírio acusou grupos armados de dificultar a entrada de ajuda humanitária no centro histórico de Homs

Genebra – O ministro de Relações Exteriores sírio, Walid Muallem, acusou nesta sexta-feira os grupos armados de dificultar a entrada de ajuda humanitária no centro histórico de Homs, porque o que querem é um corredor humanitário “para sair com suas armas e levar a violência para outra parte”.

“Um dos principais líderes opositores em Homs ameaçou que se um comboio entrasse abriria fogo porque seu pedido não é de ajuda, mas de sair com suas armas para outras cidades”, disse o ministro em Genebra.

Muallem liderou a delegação governamental que durante oito dias negociou na cidade suíça com a opositora Coalizão Nacional Síria (CNFROS).