Governo paraguaio não receberá enviado da Unasul

A postura é uma resposta à suspensão do país do Mercosul e da Unasul após a destituição do ex-presidente Lugo

Assunção – O governo paraguaio não receberá o encarregado do Grupo de Alto Nível da Unasul para o Paraguai, Salomón Lerner, que iniciou nesta quinta-feira uma visita de dois dias a Assunção, informou à Agência Efe um porta-voz oficial.

“Essa pessoa pode vir ao Paraguai quando quiser (…) mas o governo propriamente não vai recebê-lo”, afirmou um porta-voz das Relações Exteriores, que disse entender que Lerner estava em Assunção a convite do Tribunal Superior de Justiça Eleitoral (TSJE).

O Executivo, acrescentou, “não tem nenhuma ingerência” nesta visita, uma vez “que (ele) vem em nome da entidade que mais está castigando o Paraguai”.

O Paraguai foi suspenso do Mercosul e da Unasul em 29 de junho, uma semana após a destituição em julgamento político do presidente Fernando Lugo, que foi sucedido no poder por seu vice-presidente, Federico Franco.

Os países vizinhos perceberam que havia acontecido uma “ruptura democrática” no país, já que o Legislativo não concedeu a Lugo o direito a uma defesa articulada, durante um processo que durou apenas 30 horas.

Os dois blocos regionais deram a entender que esperariam pelas próximas eleições, convocadas para 21 de abril de 2013, para decidir sobre a reincorporação do Paraguai.

“(Na Unasul) Vão corroborar o que não querem reconhecer: que há democracia e liberdade. Não se mata nem uma mosca” no Paraguai, expressou o porta-voz.

A fonte reiterou que, já que a Unasul foi “o organismo regional mais hostil ao governo atual”, o chanceler José Félix Fernández Estigarribia já havia deixado claro que nem convidariam Lerner para uma missão em Assunção, nem iriam recebê-lo no caso de ele empreendê-la.

Lerner, que é peruano, deve se reunir hoje e amanhã com as autoridades do TSJE e com representantes de partidos políticos e da sociedade civil, informou à Efe uma fonte diplomática em Assunção.

O Grupo de Alto Nível da Unasul apresentará um relatório sobre o Paraguai na próxima cúpula do bloco regional, que realizará em Lima nos dias 29 e 30 deste mês.