Governo finlandês condena ataque contra ônibus de refugiados

O ônibus chegou durante a noite a um novo centro de solicitantes de asilo em Lahti, a alguns quilômetros de Helsinque

O governo da Finlândia condenou nesta sexta-feira as manifestações de fundo racistas, horas depois de cerca de 40 pessoas jogar objetos e bombas de fumaça contra um ônibus em que viajavam refugiados.

O ônibus chegou durante a noite a um novo centro de solicitantes de asilo em Lahti, a alguns quilômetros de Helsinque.

A tv pública Yle, que transmitiu imagens da agressão, também postou em seu site a foto de um manifestante que usava o traje da organização racista americana Ku Klux Klan e exibia uma bandeira finlandesa.

Ninguém ficou ferido e a polícia deteve dois manifestantes.

“As ameaças e a violência contra os solicitantes de asilo e migrantes são totalmente indefensáveis”, afirmou o primeiro-ministro centrista, Juha Sipilä, no Twitter.