Governo da Grécia descarta eleição antecipada

Nos últimos dias tem crescido especulações de que o governo do primeiro-ministro poderia convocar uma votação se não chegar a acordo com credores

Atenas – O ministro de Estado da Grécia, Alekos Flabouraris, descartou nesta quarta-feira que o governo de esquerda do país esteja considerando convocar uma eleição antecipada.

Nos últimos dias tem crescido especulações de que o governo do primeiro-ministro Alexis Tsipras, que está sem recursos, poderia convocar uma votação se não chegar a um acordo sobre reformas com seus credores da União Europeia e do FMI para desbloquear mais ajuda no âmbito do seu resgate.

“Não faz sentido convocar eleições”, disse Flabouraris à TV grega.

“Elas ocorreram há dois meses, recebemos um mandato específico que iremos cumprir. Nós não precisamos de eleições, eu descarto 100 por cento”, afirmou.