Governo afegão confisca duas toneladas de explosivos

A rede Haqani, aliada dos talibãs, enviou do vizinho Paquistão 20 sacos carregados com nitrato de amônio, segundo o serviço de inteligência afegão

As autoridades afegãs apreenderam duas toneladas de explosivos na capital, Cabul, e destruíram o material, o que evitou um grande número de potenciais atentados, anunciou o governo.

A rede Haqani, aliada dos talibãs, enviou do vizinho Paquistão 20 sacos carregados com nitrato de amônio, segundo o serviço de inteligência afegão.

Os sacos foram encontrados durante uma operação em um bairro de Cabul, informou a Direção Nacional de Segurança (DNS), três dias depois de um ataque dos insurgentes contra uma área próxima à embaixada espanhola.

O atentado matou dois agentes espanhóis e quatro afegãos.

“Esta quantidade de explosivos é suficiente para armar quatro ou cinco carros-bomba de grande potência, ou centenas de bombas menores”, disse à AFP um funcionário do governo afegão que pediu anonimato.

A rede Haqani, um grupo extremista vinculado aos talibãs, historicamente recebe apoio no Paquistão.

A organização é acusada pelos atentados mais violentos cometidos nos últimos anos nas grandes cidades afegãs.