Google pede a tribunal dos EUA para publicar dados

Companhia de Internet quer publicar números agregados dos pedidos de segurança nacional separadamente dos pedidos criminais

Seattle – O Google afirmou nesta terça-feira que pediu ao Tribunal de Vigilância de Inteligência Estrangeira dos Estados Unidos permissão para que a companhia de Internet publique números agregados dos pedidos de segurança nacional, incluindo dados sobre o Foreign Intelligence Surveillance Act (FISA), separadamente dos pedidos criminais.

O movimento do Google surge depois que outras companhias de tecnologia, incluindo Microsoft, Facebook e Apple, divulgaram informações limitadas sobre o número de pedidos de vigilância que recebem sob um acordo com o governo dos EUA.

Sob o acordo, as companhias podiam apenas divulgar pedidos agregados por informação feita por agências do governo – sem mostrar a divisão entre vigilância e pedidos penais – e apenas por um período de seis meses.