GB batiza região da Antártida de “Terra da Rainha Elizabeth”

"Como sinal de agradecimento para a rainha por seus serviços, batizamos em sua homenagem uma parte do Território Antártico Britânico de Terra da Rainha Elizabeth"

Londres – O governo britânico anunciou esta terça-feira a intenção de dar o nome de “Terra da Rainha Elizabeth” a uma região de 437.000 km² da Antártida que Argentina e Chile disputam em parte com o Reino Unido, como presente à soberana pelo 60º aniversário de seu reinado.

“Como sinal de agradecimento para a rainha por seus serviços, batizamos em sua homenagem uma parte do Território Antártico Britânico de Terra da Rainha Elizabeth”, declarou o ministro das Relações Exteriores, William Hague, durante visita da soberana ao seu ministério.

Esta área, que agora não tinha nome, cobre um terço do que os britânicos denominam Território Antártico Britânico – considerado juridicamente território ultramarino desde 1962 – e representa em superfície quase duas vezes o Reino Unido.

O novo nome de “Terra da Rainha Elizabeth” figurará em todos os mapas britânicos e outros países poderiam seguir seu exemplo.

O Território Antártico Britânico, que abarca todas as terras ao sul do paralelo 60 Sul, entre 20 graus e 80 graus de longitude oeste, foi o primeiro território oficialmente reivindicado na Antártida, em 1908.

Argentina e Chile reivindicaram posteriormente partes deste setor, embora as reclamações tenham ficado congeladas pelo Tratado Antártico de 1959, que limita essencialmente a atividade no território à cooperação científica.