Gastos em casas de premiê de Israel são investigados

O procurador-geral de Israel determinou uma investigação criminal sobre gastos excessivos nas residências do primeiro-ministro

Jerusalém – O procurador-geral de Israel determinou uma investigação criminal sobre gastos excessivos nas residências do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu.

Foram relatados gastos de grandes somas em alimentos, mobiliário, limpeza e jardinagem na casa oficial de Netanyahu e sua mulher em Jerusalém e na casa privada do casal na exclusiva cidade costeira de Cesareia.

Os gastos com limpeza apenas na casa privada ficam em média em mais de US$ 2.100 ao mês, com o dinheiro dos contribuintes, segundo relatório, ainda que o casal fique apenas eventualmente em algum fim de semana no local.

Até agora, Netanyahu não é alvo de questionamento. O foco deve estar em Ezra Saidoff, funcionário encarregado de boa parte dos assuntos relativos a gastos nas residências.

O escritório do premiê não quis comentar o assunto. Fonte: Associated Press.