Furacão Iselle chega ao Havaí com ventos de até 120 km/h

San Francisco – O furacão “Iselle”, de categoria 1 na escala Saffir-Simpson, tocou o solo na noite desta quinta-feira no litoral do Havaí, nos Estados Unidos, com ventos que alcançaram 120 km/h, informou o Serviço Nacional de Meteorologia dos EUA.

“Iselle” é o primeiro furacão a chegar ao arquipélago havaiano em 22 anos, e o mesmo é seguido por outro ciclone, o “Julio”, que durante as últimas horas passou da categoria 2 para a 3 e deve atingir o Havaí, onde vivem 1,4 milhão de pessoas, em algum momento deste fim de semana.

De acordo com as previsões, os dois sistemas – que trazem consigo fortes ventos, chuvas e ondulações marítimas – não representam grandes perigos, devem apenas provocar alguns danos materiais. O “Iselle” causou, por enquanto, apenas quedas de árvores.

O governador do Havaí, Neil Abercrombie, assinou uma proclamação de emergência e pediu que os cidadãos do arquipélago se preparassem para a chegada dos dois furacões.

A imprensa local informou que os havaianos lotaram lojas e supermercados com o objetivo de estocar água engarrafada e outras provisões.

As escolas e os edifícios do governo permaneceram fechados durante toda a quinta-feira e os moradores ergueram proteções com sacos de areia em frente às suas propriedades.

Além disso, na manhã de quinta, horas antes da chegada do furacão “Iselle”, um tremor de magnitude 4,5 sacudiu a Ilha Maior do Havaí, informou o Serviço Geológico dos Estados Unidos.

Às 6h24 locais (13h24 de Brasília), o terremoto com epicentro na zona noroeste da maior ilha do arquipélago havaiano abalou a maior parte do território insular (a exceção de algumas áreas do litoral leste).